COMO FOI A NOITE MÁGICA?

A Noite Mágica foi o maior espetáculo pagão do Nordeste brasileiro. As manifestações culturais foram devidamente valorizadas em um lugar apropriado com palco equipado com luzes, decoração, apresentação e toda estrutura necessária ao engrandecimento do cenário artístico dos que louvam a natureza.

Foi uma grande conquista, não só para todos os envolvidos nessa produção que apenas começa sua trajetória, mas também para a comunidade pagã e panteística. Houve muita dança, mas também apresentações musicais, recitais de poesias, vendas e lançamentos de livros… e um lindo ritual de primavera que brindou o retorno do sol e das sementes florescidas.

E a partir de hoje há disponível o DVD do evento, para quem quer guardar na memória e pra quem não pôde comparecer. Quem quiser adquirir pode entrar em contato pelo e-mail sirenithada@gmail.com.

Curta a página do evento no facebook e fique por dentro das novidades: https://www.facebook.com/magicanoite?fref=ts

Que venha Noite Mágica 2015! Confira imagens inesquecíveis:

10245530_709485202476747_8380114253365773351_n

 

10312362_709485495810051_4987028635942225149_n10576918_709485372476730_6999514917329951519_nnm29936697_698836543539755_8243100976522840110_n10568926_10203377002958691_3259771076839023312_n 10639527_712015455558300_7303897582557922136_nDSC02146nm6nm14

NOITE MÁGICA

Estou realizando o espetáculo Noite Mágica – com apoio e amizade de grandes representantes do neopaganismo e das bruxarias tradicionais do Brasil. Será um evento único! O primeiro espetáculo pagão do Nordeste!

Acontecerá dia 14 de setembro, no Teatro Ribalta, em Recife. A proposta do evento é valorizar os artistas pagãos e promover os diálogos inter-religioso e cultural entre os neopagãos e a sociedade.

FOLDER corrigido (1)

O Neopaganismo é um movimento surgido no século XX que engloba diferentes culturas e vertentes religiosas – a exemplo da Wicca e do Xamanismo – sendo algumas de origem pré-histórica. Com o decorrer dos anos, esse movimento tem crescido no Brasil, em especial no Nordeste, onde já acontecem eventos independentes com tal temática. Devido à falta de conhecimento da população, os diversos grupos deste movimento acabam sendo marginalizados e discriminados devido à intolerância religiosa, tendo suas crenças e práticas religiosas reduzidas a uma visão depreciativa.

BANNER Ventre2

A Noite Mágica pretende possibilitar a troca de conhecimento e a integração entre pessoas de diversos segmentos sociais e logísticos em torno de temas relevantes para o crescimento empresarial e institucional do movimento pagão.

unnamed

No dia anterior, 13 de setembro, o evento oferece dois workshops: um de Dança do Ventre com o bailarino internacional Bruno Habib; e outro de Magia com Espelhos com o Sumo Sacerdote da tradição germânica Wanen, Wagner Perico.

A Noite Mágica terá uma área de exposição com o lançamentos de livros, coleções de artes plásticas e vendas de produtos místicos. No palco haverá apresentações de música, dança e poesia pagãs, além de muitos sorteios. O ápice da noite será a celebração do ritual de primavera, no qual bruxas e bruxos cantam e dançam em honra ao retorno triunfal do sol e à fertilidade da terra. Todos, de qualquer gênero, idade ou religião são muito bem-vindos! ps: Os cartazes foram feitos pelo designer gráfico Luan Silva, da empresa O Espelho Negro.

Após o evento colocarei aqui as fotos e os vídeos dos lindos momentos!

 

 

POESIA EM MOVIMENTO

Bendita a alma que pela música ganha movimento
Bendita seja aquela que se deixa levar pelo momento
Benditas sejam os passos que nela se encontram a voar
Fogo, água, luz, terra e ar
Bendita seja a alma que se permite flutuar
Bendita seja a dança que a todos encanta
Que convida a sonhar e assim espalha magia
Bendita seja o sorriso que inspira poesia
Bendita seja tu filha de Ísis deusa bailarina
Que se permite virar menina
Que se traduz que me ensina
Que encanta com sua luz
Que traz a deusa dentro de si
Bendita a tua coragem que não conhece limite
Nem inferno, nem céu
Apenas o corpo e alma
A rosa púrpura e o leque
A espada e o xale
No balanço do teu véu.
Ana Elizabete Barbosa / para Andréa Caselli, a poesia em movimento

XAMANISMO NA REVISTA PARALELLUS

PARALELLUS é um periódico eletrônico acadêmico do Mestrado em Ciências da Religião, da Universidade Católica de Pernambuco. Seu objetivo é divulgar a produção do conhecimento sobre o fenômeno religioso no Brasil. Os trabalhos da PARALELLUS são publicados na forma de dossiês, temática livre e resenhas. Nesse primeiro semestre de 2014, a revista traz o Dossiê Religião e Sustentabilidade: meio ambiente e qualidade de Vida, que apresenta do artigo Universo Xamânico: sustentabilidade e espiritualidade em diálogo. Então, para ler, é só clicar: http://www.unicap.br/ojs-2.3.4/index.php/paralellus/article/view/285

Pintura de Johnny Palacios Hidalgo, artista de alma xamânica.
Pintura de Johnny Palacios Hidalgo, artista de alma xamânica.

 

 

Via Pulchritudinis

A beleza vai muito além de um padrão estético e, independente de culturas, ela abrange o universo e a natureza de cada ser. Nem todos os olhos conseguem enxergá-la porque ela não está disponível à primeira vista. Aliás, é preciso entender que nada realmente precioso será encontrado com facilidade, principalmente na cybervida.

A verdadeira beleza está no de profundis e é a própria divindade manifesta. É transfigurada do êxtase e, toda vez que este me vem à cabeça, lembro-me de Teresa D’ávila, que muito bem utilizou a metáfora do castelo, apontando-o para o céu e refletindo suas moradas estelares. Palavras dela:

“A porta do castelo é a oração. Consideremos agora que este castelo tem muitas moradas: umas no alto, outras embaixo, outras aos lados; e, no centro e meio de todas estas, tem a mais principal onde se passam as coisas mais secretas entre Deus e a alma. Parece que digo algum disparate; porque, se este castelo é a alma, claro que não se trata de entrar, pois se é ele mesmo, pareceria desatino dizer a alguém que entrasse num aposento estando já dentro.
Mas haveis de entender que vai muito além de estar a estar; que há muitas almas que ficam à volta do castelo, onde estão os que o guardam, e que se lhes não dá nada de entrar, nem sabem o que há naquele tão precioso lugar, nem quem está dentro, nem mesmo que dependências tem. Já tereis visto, em alguns livros de oração, aconselhar a alma a que entre dentro de si; é isto mesmo.
Dizia-me há pouco um grande letrado, que as almas que não têm oração são como um corpo paralítico ou tolhido que, embora tenha pés e mãos, não os podem mexer; e são assim: há almas tão enfermas e tão habituadas às coisas exteriores, que não há remédio nem parece que possam entrar dentro de si mesmas” (Castelo Interior, escrito por volta de 1500… não lembro os números das páginas. O leitor pode baixar o .pdf e ler gratuitamente). 

A estética está indissoluvelmente ligada à ética e à moralidade. Mas para a beleza não há fronteiras, pois o verdadeiro diálogo se dá entre as identidades que se reconhecem como tal em suas diferenças.
E assim, em minhas andanças pela magia do amor em busca do coração profundo, recordo uma máxima da oralidade xamânica sobre a crença dos navajos de que a beleza os circunda. E eles sintetizam isso em uma oração. Não é um comentário sobre a paisagem ou sobre o que está nela, mas sobre a harmonia e o equilíbrio de todas as coisas, entre elas o indivíduo dando voz à oração. É um pedido para manter o equilíbrio, tanto interiormente quanto no mundo afora. A espiritualidade dos navajos é dedicada a manter esse equilíbrio de modo que todos sigam a beleza.

Com a beleza antes de mim, que eu ande.
Com a beleza atrás de mim, que eu ande.
Com a beleza acima de mim, que eu ande.
Com a beleza abaixo de mim, que eu ande.
Com a beleza ao redor de mim, que eu ande.
Oração Navaja.

IMG_3293

Esse tema inesgotável remete ao discurso maravilhoso de Roger Scruton com seu documentário “Por que a beleza importa?”, algo que deveria ser assistido por muitas almas necessitadas da compreensão de que a arte não pode ser decretada em qualquer objeto ou em qualquer gesto e deve provocar as mais sublimes emoções. A beleza e a arte são plenas em si mesmas e ultrapassam qualquer utilitarismo.

Ps: Abaixo há duas versões do vídeo, a primeira sem legendas e a segunda com legendas em português.

Why Beauty Matters – Por que a beleza importa from jinacio on Vimeo.